quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

INGLÊS: LÍNGUA FRANCA INTERNACIONAL



INGLÊS: LÍNGUA FRANCA INTERNACIONAL
Por Augusto Pitta, M.Ed.

Através da historia da humanidade, podemos ver exemplos de impérios que dominaram o mundo em suas respectivas épocas valendo-se de seus idiomas pátrios como instrumento de dominação. Os mouros quando dominaram a península ibérica, levaram para aquela região o idioma árabe. A língua espanhola e a portuguesa têm até hoje as suas marcas semânticas e fônicas. Os romanos, quando invadiram a Grécia antiga, deixaram as marcas de seu latim vulgar naquela terra; todavia, levaram consigo raízes eternas do idioma grego que, aliás, já se havia incorporado a sua semântica, quando do período da romanização da península ibérica. Este mesmo latim agora com um requintado toque semântico-filosófico de grego foi levado aos ingleses durante a ocupação da Inglaterra pelos romanos em 55 d.C. Além disso, mais tarde ainda, em forma de francês normando, foi levado outra vez aos ingleses devido à tomada da Inglaterra por Henrique da Normandia em 1.066 na Batalha de Hastings. Finalmente, na época das grandes navegações que trouxeram os grandes descobrimentos, o português, o espanhol e o francês se expandiram em seu afã conquistador através do globo. Entretanto, hoje em dia, este mundo global que cada vez mais se intimiza, através das facilidades dos meios de comunicação, vê-se diante de outro paradigma: o idioma que foi formatado a partir de contribuições germânicas, celtas, latinas, normandas e escandinavas agora é a língua franca do mundo! Pobre Zamenhof, bem que tentou com o esperanto; mas, o idioma universal hoje é mesmo o inglês!

Toda vez que leio, ouço ou falo a palavra globalização me sinto redundante! Penso que já não necessitamos falar mais do óbvio! O evidente, além de ser clarividente, é em si mesmo onipresente e de repente estoura bem na sua frente: estamos a apenas um telefonema, um e-mail, a uma mensagem no MSN da pessoa ou empresa com a qual precisamos falar trocar idéias, negociar ou aprender. Acontece que a língua usada em
todas estas formas de tecnologia é o inglês! A importância do inglês, portanto, é algo redundante de se tratar. Ora, se fazemos negócios com a China, o Japão, a Austrália, a Alemanha, o Canadá ou a África do Sul, o fazemos em inglês. Quando viajamos as feiras internacionais, as palestras são todas em inglês. Quando compramos eletrônicos, eletrodomésticos, celulares, etc., tudo vem escrito em inglês! Em todos os quatro cantos do mundo se fala inglês pelo menos como segunda língua ou como língua comercial. Portanto, sendo os EUA e a Inglaterra dois dos países mais ricos do mundo, devido também à sinteticidade do idioma inglês, ele caiu nas graças da população corporativa, acadêmica e artística mundial. Em suma, pensou com sucesso, pensou em inglês. Desejou sucesso, aprendeu inglês. Esbanjou sucesso, falou fluentemente inglês. O inglês é a língua franca do mundo globalizado atual.

3 comentários:

vitoresperanto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
vitoresperanto disse...

Zamenhof tentou com o esperanto e conseguiu um maravilhoso instrumento para a comunicação internacional. Uma língua neutra,que usa radicais internacionais, aglutinante, com uma regularidade ímpar, com um sistema de afixos pefeito e o uso dos correlativos de forma brilhante. E o esperanto cresce visivelmente. se a humaninade ainda não o usa integralmente isso não quer dizer que não a usará. Varias invenções demararam mais de 100 anos para serem plenamente aceitas. O Esperanto tem apenas 120 anos tendo sido atravessado por 2 grandes guerras mundiais, e cresce novamente com o advento da internet. É uma língua mais democrática, mais fácil e mais adequada para a comunicação internacional. Já conta com uma considerável literatura original, obras traduzidas, músicas, etc. Estima-se que ele seja falado por cerca de 10 milhoes de pessoas no mundo.

Roberto disse...

Sim, os jamaicanos falam inglês desde que nascem, os nigerianos também falam inglês. Eles são riquíssimos e fazem um tremendo sucesso. Quando um nigeriano chega nos EUA arranja logo emprego! As portas do mercado de trabalho estão abertas para qualquer cidadão da República da Guiana!